INCT em Biodiversidade e Produtos Naturais (INCT – BioNat): Investigando a Química de Produtos Naturais de Norte a Sul do Brasil

“Each plant contains hundreds of substances and one of them may be more important than a galaxy” (Prof. Otto R. Gottlieb, 1998)

Fazendo parte de cerca de uma centena de INCTs (Institutos Nacionais de Ciência e Tecnologia) espalhados por todo o país, o INCT – BioNat se destaca como o único dedicado aos estudos da química dos produtos naturais a partir da rica biodiversidade brasileira.

Congregando 55 pesquisadores de todas as regiões do país — Norte (1), Nordeste (14), Centro-Oeste (4), Sudeste (34) e Sul (2) — e contando com a Instituição Sede (NuBBE) no Instituto de Química da Unesp, em Araraquara – SP, o INCT – BioNat reúne especialistas em diversas áreas de pesquisa da química e biologia como quimiotaxonomia, ecofisiologia, química de produtos naturais, metabolômica, “desreplicação”, proteômica, biossíntese e engenharia metabólica. Outra característica do INCT – BioNat é a participação de especialistas em áreas estratégicas para o desenvolvimento de inovação em bioprodutos, como química medicinal, farmacologia e toxicologia, fundamentais para estudos avançados e “prova de conceito” na identificação de “hits” e no desenvolvimento de “leads” da nossa rica diversidade biológica.

Considerados uma “fábrica de moléculas” fantástica, os organismos (terrestres e marinhos) dos ambientes tropicais e equatoriais do Brasil armazenam um arsenal de questões ainda sem respostas e são valiosos para os avanços no estado-da-arte em pesquisa básica, além de serem uma fonte inesgotável de inspiração para a busca de bioprodutos inovadores de alto valor agregado. Mesmo assim, a biodiversidade continua praticamente inexplorada e acredita-se que a pesquisa colaborativa em rede deste INCT poderá contribuir com setores governamentais e empresariais visando futuros investimentos em inovação nos setores de cosméticos, suplementos alimentares e produtos farmacêuticos da biodiversidade brasileira.

O Brasil é reconhecido por sua rica biodiversidade

O Brasil é reconhecido por sua rica biodiversidade e por uma química de produtos naturais de nível internacional. A consolidação da área é fruto do trabalho de importantes cientistas: Otto R. Gottlieb (USP), único pesquisador brasileiro indicado duas vezes ao Prêmio Nobel de Química, Mauro T. Magalhães (UFAM), Walter Mors (UFRJ), Maria Auxiliadora C. Kaplan (UFRJ), Benjamim Gilbert (Unicamp), Keith Brown (Unicamp), Nídia F. Roque (USP), Alaíde B. De Oliveira (UFGM), Angelo da C. Pinto (UFRJ), José de Abreu Matos (UFCE), Raimundo Braz Filho (UFRJ), entre muitos outros. Estes cientistas criaram as bases modernas da química de produtos naturais no Brasil, e o INCT – BioNat é hoje um reflexo dessa bela história, reunindo filhos, netos e bisnetos científicos destes cientistas, em todas as partes do país. Não obstante o nível de desenvolvimento da investigação química da nossa imensa biodiversidade e do número significativo de pesquisadores em instituições de pesquisa consolidadas, o conhecimento gerado até hoje, a partir dessa fantástica diversidade biológica, encontra-se disperso em milhares de publicações e resultou em pouquíssimos produtos de alto valor agregado. É missão do INCT – BioNat estimular os grupos jovens a continuarem desenvolvendo pesquisa de excelência na área de produtos naturais, estabelecer uma base de dados certificada dos produtos naturais da biodiversidade brasileira e incentivar a pesquisa de descoberta de substâncias úteis ao bem-estar humano, como medicamentos, suplementos alimentares, cosméticos e agroquímicos.

Pesquisadores experientes de várias universidades federais e estaduais fazem parte da Governança do INCT – BioNat, que é coordenado pela Profa. Vanderlan da S. Bolzani, ex-presidente da SBQ, e atual vice-presidente da SBPC.

_________________________

Vanderlan da S. Bolzani é professora do Instituto de Química da Unesp de Araraquara e vice-presidente da SBPC e da Fundunesp.

Comitê Gestor do INCT – BioNat
Adriano D. Andricopulo, IFSC-USP – coordenador científico
Alberto Jose Cavalheiro, IQ-Unesp – coordenador financeiro
Ian Castro-Gamboa, IQ-Unesp – coordenador de Bolsas e Pesquisadores Visitantes
José Angelo S. Zuanazzi, FCF-UFRGS – coordenador de Inovação e Transferência de Tecnologia
Leticia Lotufo, ICB-USP – coordenadora da Administração Geral
Maria das Graças Lins Brandão, FCF-UFMG – coordenação de Disseminação e Divulgação Científica
Edilberto Rocha Silveira, IQ-UFCE – vice-coordenação geral
Vanderlan da S. Bolzani, IQ-Unesp – coordenação geral

BAIXAR PDF

Authors

*

18 + 4 =

Top