Caricatas: fragmentos lúdicos de uma Arte-tese

Tese transborda a própria experiência artística da Caricatura

Uma tese que transbordasse a própria experiência artística da Caricatura…

A partir de tal divagação, pautada por potentes e incontáveis linhas de fuga, surge a inescapável questão: existiria um percurso possível para dizer da arte com arte, pela arte, “sendo” arte? Ou, ainda: o que pode a arte, o que pode a educação, o que pode o rosto, o que pode o humor?

 

ARTIGO PAG 5 MOSAICO JPG

 

Pautados por tantas provocações, iniciamos a exploração rumo a um inusitado diálogo com Deleuze, Guattari, Foucault, Nietzsche e Pessoa, entre outros, enquanto vislumbramos a tessitura de novas nuances, novas texturas, novos mapas, novas interrogações. Afinal, é preciso pensar em situações em que poderíamos romper com os já ditos em direção a uma perspectiva do ainda não dito, do ainda não dado, acerca dos espaços possíveis de produção de subjetividade e de criação de singularidades. Como não falar em experiência, em marcas constitutivas do sujeito, em subjetivação, em expansão do pensamento diante da potência da arte, do humor, da caricatura?

Poderíamos pensar, ainda, a arte como algo para além do artista e da obra? Ou algo “entre” artista e obra? Ou como fronteira, no sentido de “um entre”, de algo que liga, de um espaço mais específico de encontros? Nesse desdobrar de ideias, arte seria aquilo que nos passa, aquilo que gera, aquilo que acontece, aquilo que se dá e que se transmuta em futuras concretudes, resultando em obras-registros, fluxos de sensações.

 

 

Foi assim, em meio a reflexões, teorias, mergulhos e muita arte, que nasceu o percurso da arte-tese intitulada Caricatas: arte-rosto-humor-experiência, constituída integralmente por cerca de duzentas composições visuais dentro do PPGE/IB-Unesp de Rio Claro, sob orientação de César Leite, do grupo de pesquisa Imago, conhecido por incursões em torno da potência da imagem.

Um universo de imagens-textos (… ou seriam textos-imagens?), em um convite ao experienciar da arte, do rosto, do humor, da caricatura. Ainda que breve, um fragmento pulsante de uma experiência visceral chamada “Arte-tese”.

______________________

Camilo Riani é autor da arte-tese Caricatas: arte-rosto-humor-experiência, caricaturista, artista plástico, pesquisador e professor universitário. Pós-doutorando do PPGE/IB da Unesp Rio Claro, é presidente do Salão Universitário de Humor de Piracicaba e professor de design na FCI/Unimep. Autor dos livros Tá rindo do quê? e O que é Humor Gráfico, teve seus trabalhos publicados pelos maiores jornais e revistas do país, como Folha de S. Paulo, Estadão, O Pasquim-21, Le monde Diplomatique, entre outros.

BAIXAR PDF

Authors

*

4 × 5 =

Top